E-commerce! Ter ou não ter?

Olááá, pessoal! Quanto tempo! Estou de volta e com muitas novidades.

Depois de ter mergulhado no mundo das maquininhas e comparado grandes empresas como Cielo, Rede, Getnet, Bin, Stone e Elavon, chegou a hora de falar sobre vendas pela internet.

Muitas pessoas tem o sonho de abrir sua própria loja, mas a verdade é a loja física custa muito caro. Há o custo do aluguel, manutenção do espaço, decoração, salário dos vendedores e muitas outras coisas que acabam dificultando a realização do sonho.

Pensando em uma solução para contornar este problema, resolvi pesquisar sobre vendas online e e-commerce, afinal, o mundo virtual tem um custo mais baixo e o número de pessoas que compram pela internet só aumenta!
Depois de muita pesquisa, descobri que para ter um loja virtual você precisa de algumas ferramentas básicas. São elas: plataforma, pagamento e antifraude, propaganda, contato e frete. 

Plataforma: A plataforma é o coração do negócio pois ela é a base da sua loja: tudo que você construir estará apoiado nela, por isso, é essencial escolher uma de qualidade, confiável e que seja flexível para atender as suas necessidades. Dica: durante a minha busca, achei uma lista de plataformas bem completa.

Pagamento e antifraude: Receber seus pagamentos com segurança é uma das maiores preocupações, por isso, escolha bem a sua ferramenta. Existem três tipos de sistema, e o que eu mais gostei se chama “intermediadores ou facilitadores” de pagamentos, ideal para quem está começando e não quer esquentar a cabeça, no caso, eu!
Os facilitadores são a opção mais simples e mais completa, pois eles já oferecem o serviço de proteção contra fraude online, muito comum no e-commerce, e também oferecem o serviço de antecipação. O preço varia de empresa para empresa, mas eles costumam cobrar uma taxa fixa por cada venda.

Propaganda é tudo! Por isso, ter um blog, uma página no Facebook e um perfil no Instagram é fundamental! Nossos clientes precisam ver nossos produtos e saber onde encontrá-los. Atenção com o conteúdo! É muito importante alimentar as redes diariamente com material relevante e de qualidade! Dicas: capriche nas fotos e nos vídeos para aumentar o número de acessos e likes.

Contato: O momento da venda é o mais importante, mas não podemos esquecer do pré e do pós venda. Lembre-se sempre de manter o contato com os clientes novos e antigos. Envie e-mails com novidades e sempre que possível continue o papo no Facebook e no Instagram. Vale até enviar mensagem no Whatsapp!

Frete: Do que adianta ter um site incrível se as suas roupas não chegam até os clientes?
Pois é, o frete é crucial e existem, basicamente, duas maneiras de realizar a entrega: através dos Correios ou por transportadoras.
O lado ruim dos Correios é que há um limite de 30kg por envio e de dimensões, além do risco de greves e outras paralisações.

As transportadoras são melhores pois o risco de greves é muito menor. Além disso, não tem limite de peso e tamanho das encomendas. O único problema é que essa opção é mais cara e não vale a pena para quem possui uma demanda pequena.
Encontrei um post ótimo com dicas de formas de entrega.

Por enquanto é isso pessoal. Esse é apenas o primeiro passo para abrir a sua loja online.
Sei que parece muita coisa, mas pode ficar tranquilo que eu vou pesquisar ainda mais e venho aqui contar todas as minhas descobertas para vocês! Meu próximo passo é entender melhor sobre as plataformas e os meios de pagamentos. 🙂

Alguém tem alguma dica sobre e-commerce?! Sugestões são sempre bem vindas.
Beijinhos e até a próxima!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s